27 outubro, 2010

Herança fashion

Quem me conhece sabe que eu não sou nada fashion. Minhas roupas são as que eu já tenho há um bocado de tempo, e nunca estão na moda. Às vezes eu até tenho vontade de comprar alguma coisa, não é que eu não goste de experimentar, e tal. Mas geralmente acho mais importante gastar meu dinheiro com outras coisas.

E assim também sempre foi com a roupa dos meus filhos. Quase tudo o que eles têm foi de outra pessoa antes. Tenho uma cunhada muito querida que sempre separa as roupas que já não servem mais na minha sobrinha, 11 meses mais velha do que a Nina. E essa mesma cunhada querida também separa as roupas e objetos do meu sobrinho pro Rafa. E eu também ganho roupas que eram de filhas de amigas, de irmãs das amigas... E sobra bem pouco pra eu efetivamente comprar pros meus filhotes. Mas eu também passo todas as roupas que ainda estão boas pra frente, pra amigas, cunhadas, irmãs de amigas... Entre minhas amigas criamos um verdadeiro enxoval comunitário, quem tem filho pega o que precisa, usa, e depois devolve o que ainda está bom ao enxoval. E acrescenta o que ganhou também, assim o enxoval está cada vez maior. Tem algumas roupas de criança (e quase todas as de bebê) que são tão boas que vão resistindo... E mesmo as mais velhinhas a gente aproveita, pros dias em que as crianças vão brincar com terra, ou pintar com tinta... A gente realmente aproveita cada roupa até o fim. Mas tem umas roupas tão boas que já passaram por 5, 6 crianças e ainda estão inteiras.




Rafa usando camiseta by Luli e jardineira by Julia (e que já passou pela Nina, pela Bia, pela Verena e pela Luli)













Rafa usando sua roupa preferida, crocs by Gustavo, blusa azul by Bia (e Verena e Luli) e boné by Dudu













Nina com roupa by Fefê












Rafa com blusa by Dudu













Rafa com camiseta by Fefê (e Nina, Dudu) e calça by Gustavo












Nina com bermuda e camiseta by Fefê (e já nem sei mais pra quem passou essa roupa)















Ah, e além das roupas a gente também reutiliza os brinquedos que são muito específicos de bebê e crianças pequenas, que logo não interessam mais. Assim a casa da gente fica menos cheia de entulho, e as crianças ficam com mais brinquedos adequados à idade, e todo mundo gasta menos.

Agora vocês devem estar se perguntando, será que as crianças não se importam de herdar roupas e brinquedos usados? Pois saibam que não! Parece que elas curtem usar as roupas das primas, das amigas mais velhas! A Nina sempre que ganha uma roupa da prima, não quer nem que eu lave, “pra não perder o cheirinho da Fefê”! A Bia cada vez que herda uma roupa da Nina, usa por alguns dias seguidos, curtindo e lembrando que essa roupa já foi da amiga mais velha, que ela tanto admira. E claro, a gente sempre reforça com eles isso mesmo, que é muito legal reutilizar uma roupa de quem a gente gosta. E que, reutilizando as roupas, não precisamos gastar tanto dinheiro com moda, e ainda ajudamos a natureza, deixando de jogar roupas boas fora e deixando de comprar muitas roupas, que exigem mais matéria prima.

No exterior essa prática é bem comum. Na Alemanha, por exemplo, as pessoas não se incomodam em usar roupas usadas. Nas escolas, uma vez por ano, é feita uma “feira de roupas”, onde cada mãe leva as roupas que os filhos não usam mais. Daí ela precifica cada peça sua, e ganha um “vale”, ou fichinhas no valor das roupas dela, que ela pode trocar por peças de roupa de outras pessoas que ela queira. Assim se gasta bem menos dinheiro e as crianças estão sempre bem vestidas.

Pra quem não tem com quem fazer essa troca, vale fazer uma visita aos bons brexós infantis, que vendem roupas boas, muitas vezes de marca, além de acessórios como carrinhos, cadeirões, e muito mais a preços bem camaradas.

O importante mesmo é estar aberto a essa herança tão fashion!

6 comentários:

Pé Mimado disse...

Muito legal, Dani!!! Adorei as fotos e adorei saber que o sapato preferido do Rafa é o crocs que era do meu afilhado. Ele está show de bola com essa roupinha...
É muito legal passar roupinhas de criança para criança, afinal elas nem gastam...a criança cresce tão rápido que acaba perdendo a roupa rapidinho.

Eu qdo era criança usava muitas roupas que eram dos meus irmãos, dos meus primos e primas...e sempre achei legal usar roupas com cheirinhos de primos e irmãos.

beijos,

Je disse...

Primeiro: QUE SHOW ESSAS FOTOS DELES!
Em casa tb temos esse costume, entre as irmãs sempre teve isso de uma dar a roupa q não usa pra mais. Duas vezes por ano a minha irmã mais velha sempre faz a limpa e sempre tem coisas ótimas para serem usadas.
Entre os sobrinhos então é um tal de passa pra cá, devolve pra lá que pouca coisa fica pra doação externa a família. hehe
Essa do brinquedo fazemos tanto, acho q meus sobrinhos são meio destruídores hahah.
Beso

Eliane Felisbino disse...

Lindas as fotos.

Eu sempre usei roupa da minha irmã mais velha e de um monte de primas.
E era uma festa.

Magnum Opus disse...

Nossa na família da Je deve ser um tráfico de roupas muito violento entre os sobrinhos!!
Esses dias eu tava pensando em fazer um garage sale com as minhas coisas que não uso mais, desde roupas até tranqueiras eletrônicas... mas as roupas eu acabo fazendo doação...

Bi disse...

Legal, Dani!

Aqui também fazemos isso...
Como todas as amigas aqui têm filhos com 2 ou 3 meses de diferença entre eles, é muito mais fácil passar as roupas.
Eu passo pra uma amiga que tem um menino 2 meses mais novo que o Nicholas, só peço que ela devolva as roupinhas que vieram da família porque essas tem um valor sentimental, mas as outras já digo pra ela que pode passar adiante também... o mesmo acontece com brinquedos! :)

Ah, e claro, não podia deixar de comentar: FOTOS LINDAAAAAAAS!!!!

Dri disse...

Nossa Dani! Achei show esse post! Sempre tive na mimha cabeça que meu bb vai ter de usar roupa emprestada, claro, se possível. Se a criança não liga, muito menos os pais... afinal, criança cresce rápido mesmo e economia com a roupa vai para outras coisas como fraldas(qdo época) e alimentos.
E tá bom, nada original o que vou falar agora: QUE FOTINHAS FOFAS!!!
Beijo