26 julho, 2010

O Grande Pintor

Escrito em 23/07/2010 – sexta-feira

Hoje o dia acordou vazio. Uma névoa grossa transformou a paisagem numa página em branco. Uma página em branco cheia de possibilidades.

E o Grande Pintor ficou satisfeito! E ficou pensando no que fazer com aquela página em branco, são tantas idéias... Todo pintor fica atônito diante de um papel em branco.

E resolveu que primeiro deveria jogar um pouco de sol na página. Sim, contrariando todas as previsões do tempo ele deu sua primeira pincelada, um raio de sol. Em seguida começou a pintar algumas árvores em primeiro plano. Árvores com sol, que beleza, ele estava gostando disso!

Então começou a desenhar algumas calçadas e postes. E um pouco de muros, também! E um tanto de orvalho! Atrás dos muros algumas casas, e mais um tanto de sol! Algumas flores, uma rua, folhas na rua, e mais algumas árvores! Ou melhor, muitas árvores! E um morro ao fundo, todo coberto de casinhas. E pessoas, sim, pessoas! E cachorros, e pássaros, e crianças, vida!

Depois de muito desenhar, pintar, criar, terminou sua obra. Um lindo retrato de uma sexta-feira iluminada e colorida em tons pastéis!

Hoje o Grande Pintor estava inspirado!

5 comentários:

Magnum Opus disse...

Você praticamente contou a criação do mundo em sentido figurado!

Je disse...

Agora virou escritora Dani?
Realmente foi a descrição de sexta.....
Seria muito bom se fosse sempre assim!

Bi disse...

Oi Dani!

Concordo com o Denis...
Parece mesmo que você estava falando da Criação...
Lindo texto!!! =)
Boa semana...

Dani disse...

Pois é, foi assim que eu vi o dia "se pintando" da janela do ônibus no caminho para o trabalho na sexta passada. Conforme a neblina foi se dissipando as coisas iam aparecendo, primeiro as que estavam em primeiro plano e por último o horizonte. Foi bem lindo!

Eliane disse...

Agora é Dani Palma...rs.