23 agosto, 2010

É cada uma que a gente escuta... (não vou mais contar em partes, porque não dá)

Essa foi grave!

Cenário: Ônibus do bairro, já indo pra casa, sexta-feira à noite.
Horário: Umas 7 da noite.
Personagens: Uma moça, com uns 19 anos, arrumada, falando ao celular em pé no ônibus, e a Dani ao lado, sentada no banco que fica de frente pro fundo do ônibus, escutando a conversa.

- Ai, amiga, é cada uma que você me faz passar... Não, você não sabe o que eu já passei hoje por sua causa! É, você vai ficar me devendo. Aliás, Jaqueline, nem se você passar o resto da vida me pagando vai conseguir quitar sua dívida comigo, de tanto mico que eu já paguei por você! É, é, já tô no ônibus. Tô, né? (rindo) Não, eu não acredito que você vai me fazer fazer isso! Você é f##a! Sim, tô aqui no fundão do ônibus. Sim, tá sim. Ah, a uns 3 passos de mim.

(Dani fica olhando em volta, nossa, de quem será que ela tá falando?)

- Tá, Jacke, eu vou, mas depois você vai ver, hein?

Então a moça, amiga da Jaqueline, vai até o fundão do ônibus onde tá um rapaz assim meio bonitão, fortão, e tal, estica o celular pra ele e diz:

- Ó, telefone pra você!

- Hã? Como assim?

- É, é pra você, atende aí!

Ele atende:

- Alô! Hã? Não, acho que não te conheço! Você quer o que? Hã? Não, não posso, já sou comprometido! (rindo) Que doida, nem sei quem você é... Não, não posso. Ah, então vai ficar esperando, porque eu não vou te encontrar. Não, não vou. Eu já disse, não rola. Tá, então você vai ficar aí à toa, porque eu não vou. Então tá, até!

O moço fortão entrega o celular pra amigona da Jacke de volta, agradece, e os dois ficam fazendo cara de paisagem... Logo depois o moço se levanta, dá sinal, dá um sorriso tímido pra moça, agradece e desce no ponto dele, e mais um pouco pra frente desce a amigona.

E eu, pra não perder o costume, fico pensando: caramba, como a mulherada tá ousada!!!!

5 comentários:

Dri disse...

Eita... será que a Jacke vai perder o moço para amigona???
huahauhauhua
Cada uma mesmo, heim...

Pé Mimado disse...

Nossa, a mulherada está f##a mesmo. Depois não podem achar ruim se os homens as tratam como qualquer coisa. Também, não se dão o mínimo valor. Imagina...tsc, tsc. Cada uma, viu?!

P.S. Eu adoro a riqueza de detalhes, as quais vc descreve...hihihihi...parecia que eu estava junto com vc no busão. =)

Magnum Opus disse...

hahaha que assanhadinha hein...

Bi disse...

Hahahahaha...
Meu Deus, Dani!
Acho que quando eu estiver em Curitiba vou pegar o mesmo ônibus que você, só pra ver se escuto uma história dessas...
Hilária!!!! rsrsrs

Mas gostei de ver. Todo mundo falou da mulherada assanhada, mas ninguém falou do moço, que honrou o compromisso e assumiu isso publicamente... hehe...
Que bonitinho!!! =)

Quero mais histórias dessas!
Sempre rio muito... rsrsrs

Hadas disse...

Dani... fique sempre com as antenas ligadas, nada de cochilar no ônibus para pegar todas as histórias e nos contar!
Mas...........
Como jacke sabia q tinha um bonitão no ônibus????